Restaurantes

Restaurantes

Coloque ar interno limpo no cardápio de seu restaurante - e minimize o risco de incêndio, elimine odores incômodos, reclamações e aumente a fidelidade do cliente fornecendo ar fresco e limpo.

Hoje, cada vez mais pessoas estão saindo para comer. Eles também avaliam a experiência geral do cliente nos mínimos detalhes. Este aumento de tráfego pode trazer mais lucro, mas também riscos para a cozinha. É por isso que restaurantes de todos os tipos precisam de uma gestão do ar cuidadosa.

Os desafios da ventilação de restaurantes e gestão da qualidade do ar

Uma cozinha comercial movimentada tem requisitos bastante diferentes do que a área de jantar da “frente da casa”, que exige um ambiente mais confortável e tranquilo. Na cozinha, um sistema de ventilação de alta taxa do restaurante é usado para remover o calor dos processos de cozimento e coletar fumaça, vapor e névoa de óleo.

Esse ar é normalmente despejado na atmosfera. Mover esse ar contaminado através de edifícios e descarregá-lo na atmosfera atrai vários riscos, incluindo:

  • Incêndio
  • Má higiene do duto
  • Infestação de Pragas
  • Cheiros

Ventilação adequada do restaurante: boa para a saúde, boa para os negócios

As cozinhas comerciais são altamente ventiladas para remover o calor, a fumaça e o vapor. O tratamento cuidadoso do ar de exaustão e do ar fornecido é essencial para minimizar o risco de incêndio, eliminar o odor desagradável e fornecer ar de boa qualidade aos hóspedes pagantes.

Para mitigar os riscos, a melhor solução é uma combinação adequada de filtragem de ar que aglutina o óleo e a graxa, coleta as partículas finas e, por fim, remove os gases responsáveis pelo odor. As cargas de óleo, graxa, partículas e odores podem ser muito altas em aplicações de exaustão de cozinha. Após uma instalação bem-sucedida, os procedimentos de manutenção especificados devem ser seguidos para garantir a eficácia contínua.

Proteja sua comida, sua mobília e a saúde de funcionários e clientes

Todo o ar que é retirado de uma cozinha e restaurante deve ser reabastecido. Se não for tratado de forma adequada, essa substituição do ar externo também traz riscos associados à higiene alimentar, danos a acabamentos e móveis e, claro, ao bem-estar dos funcionários e clientes. Portanto, o ar de entrada deve ser filtrado adequadamente para atingir altos níveis de qualidade do ar interno (IAQ). Para proteção humana, é importante que a fração de partículas menores, PM1, seja filtrada de forma eficaz com filtros ePM1 de acordo com a ISO 16890.

Em caso de dúvidas, entre em contato:
Informações de produtos e aplicações
+55 19  3847 8817
Outras solicitações
+55 19 3847 8810
Find a contact